domingo, 3 de outubro de 2010

Capitulo 15 – O paraíso tem nome... e se chama San Blas!

Tudo começou lá pelo meio de Junho quando passei pela porta de uma agencia de viagens e vi que as passagens pro Panamá estavam “super baratas” (comparando com os preços originais). Com o feriado de Setembro já em vista, a idéia era ir pra Cuba, mas no momento não tava rolando me prostituir pra pagar a passagem. Daí descobrimos que o paraíso estava à uma hora e meia da capital do Panamá e a entrada custava 250 dólares (preço da passagem de avião). Uma pechincha pra quem jamais pensou que pisaria lá!

Convocamos uma reunião familiar e decidimos fazer um investimento para comprar nosso pedacinho no paraíso. Falo e repito: VALEU MUITO A PENA.




No paraíso tinha sombra, água fresca, golfinho e cerveja.

No paraíso não tinha água potável nem descarga naquilo que eles chamavam de banheiro. Resultado? Ver esse LINK


Lá o tempo não passava. Acordávamos as 6:30 com o sol na cara, dormíamos as 21:30 já que a luz era pouca e o cansaço da nossa rotina era muito. Acompanhe nosso dia-a-dia:


· Acordar

· Ver o mar

· Tomar café da manhã (pão com ovo todos os dias)

· Nadar um pouco com os peixes

· Jogar vôlei

· Fazer nada jogado na areia

· Almoçar (1Kgde arroz com frango todos os dias)

· Tirar um cochilo na rede

· Nadar com os peixes e esporádicos golfinhos

· Fazer nada na água do mar

· Jogar frescobol

· Fazer nada na areia

· Jantar (as 5:30 da tarde, 1Kg de arroz com frango)

· Fazer nada jogado na areia ou dentro do mar (ótimo pra digestão)

· Tomar banho com 3 pingos de água por minuto

· Fazer nada sentadinho em cima da toalha

· Dormir


Obs: adicionar “falar merda” entre cada um dos pontos anteriores


Com uma rotina tão intensa, pegamos tudo aquilo que nos rodeava na ilha, botamos no nosso mundinho de pensamentos aleatórios e criamos mais um capítulo do “Mira Pues!”, o seu pocket show preferido. Vejam nossas aventuras em uma ilha de 15m2 onde nada além das nossa besteiras acontecia.



Digo que foram umas mini férias BEM merecidas. Saímos das infinitas chuvas da Guatemala para aproveitar o sol e o calor de San Blas, que em apenas um dia tiraram a minha cor carinhosamente apelidada como “Amarelo Novartis” que me deixa com cara de doente. Agora a liberdade de andar só de bermuda o dia todo foi substituída por uma roupa social, de volta a realidade.

7 comentários:

GUTO disse...

Esse é o segundo Paraiso...
O primeiro é uma cidadezinha no sudoeste de Minas Gerais....NOT*

Vale comentar que as vezes tambem nos moviamos de rede a rede dentro das atividades do dia..

Ja to querendo voltar pra lá!

Vamo?

Renata disse...

Pelo menos vc fica magro de roupa social né? Segundo seu primeiro comentarista do post.

Acho que nos superamos na produção do Mira pórilis e vc se superou na edição. O gênio ressurge e sigue em frente hehehe

Depressão pós-Panamá eternaaa

Silvia disse...

FINALMENTE RESOLVEU SAIR DA PREGUIÇA!!! ADOREI E QUE LUGAR LINDO!!! Bjus..

Renata Murari disse...

cara*** e SIGUE em frente
era pra dizer e Segue...
eeee portuñol....

Mari disse...

ai que lindooo..parece de mentira!!
sdds, mor!
<3

Beatriz Moreira disse...

E a prisão de ventre depois? Deve ter sido VIDA!

Ana Angélica disse...

Adoooooorei o video!!! Mutio bom!!! Superação total neste lugar para lá de exotico!!!
Beijo grande da Titiaaaaaa